3 dicas para você criar uma adega em apartamento

4 minutos para ler

Sabemos que o vinho, além de uma bebida saborosa, gera diversos benefícios à saúde quando consumido na quantidade certa. Se você aprecia essa bebida com frequência e gosta de colecionar diferentes rótulos, deve considerar a possibilidade de instalar uma adega em apartamento.

A estrutura pode ou não ser equipada com tecnologia e apresentar diferentes tamanhos. Logo, é importante conhecer os modelos disponíveis para decorar a sala, a cozinha ou outro ambiente de sua preferência.

Acompanhe as nossas dicas e saiba como começar!

Quais são os principais tipos de adega?

Os modelos variam desde os clássicos até os mais modernos. Seja qual for a sua escolha, pode ter certeza que ter uma adega trará muito mais praticidade na hora de guardar suas bebidas favoritas.

O fato de manter as garrafas organizadas e expostas em diferentes arranjos também é uma forma de agregar beleza e um toque de luxo ao apartamento. Confira os principais tipos de adegas disponíveis.

Passiva

É a mais tradicional porque não conta com sistema de climatização. Os artifícios para manter os vinhos na temperatura adequada podem ser diversos, como mantê-los em um ambiente escuro, construir a adega no subsolo ou abrigá-la entre superfícies com grande espessura.

Termelétrica

Funciona com eletricidade para interagir com o ambiente externo. Ela contém uma placa de cerâmica que absorve o calor da parte interna e o transfere para fora, mantendo as bebidas resfriadas.

Com compressor

Também funciona com eletricidade e é a versão mais moderna de todas. Embora se pareça com a termelétrica por fora, seu sistema interno atua como uma espécie de geladeira. Assim, em vez de apenas retirar o calor da parte de dentro, o compressor injeta ar frio por toda a adega.

adega em apartamento

Como criar uma adega em apartamento?

Inserir um equipamento tão atrativo na decoração da residência pode ser um desafio. Por isso, é importante que você procure a orientação de um profissional para encontrar a melhor solução. Veja algumas dicas que contribuem para um projeto harmônico.

1. Considere o tamanho

A quantidade de rótulos é o ponto de partida na escolha da adega. É possível encontrar desde versões compactas, com capacidade que varia entre 4 e 12 garrafas, até modelos que comportam mais de 200 tipos de vinhos — geralmente projetos sob medida.

Portanto, pense no volume médio de bebidas que você pretende manter em casa para acertar no tamanho do equipamento. Uma boa dica é sempre prever um espaço extra, a fim de evitar a falta de compartimentos.

2. Defina o ambiente

Uma adega pode ser instalada em qualquer lugar do apartamento, contanto que não fique em contato direto com o sol — luz e calor excessivos aceleram o processo de degradação das bebidas.

Tenha em mente que o tamanho da estrutura para guardar os vinhos interfere nas escolhas. Uma adega muito grande, por exemplo, pode ocupar uma despensa inteira. Se você deseja deixá-la visível, uma boa dica é instalar seus compartimentos nos armários da cozinha planejada.

Em salas, halls ou espaços com metragem reduzida, as adegas suspensas ou acopladas aos móveis são boas opções. Você pode instalar nichos, prateleiras, painéis e outros suportes próprios para acomodar os rótulos em diferentes pontos.

3. Integre-a ao entorno

Assim como os móveis e eletrodomésticos, as adegas devem estar em equilíbrio com o estilo do ambiente. A vantagem é que você encontra versões com diversos acabamentos, como madeira (rústico), aço escovado (contemporâneo) e até pintura colorida (vintage).

Se quiser iluminar o interior ou a parte externa do equipamento, o ideal é apostar em fitas de LED, pois elas não aquecem. Acessórios como quadros e vasos de plantas combinam com tudo e podem ser mantidos próximos da adega. Apenas procure adequar o material desses objetos ao estilo escolhido.

Nossa última dica é que você valorize soluções que permitam manter as garrafas deitadas, seja em estruturas verticais, seja em superfícies horizontais. A posição previne o ressecamento e o encolhimento das rolhas, evitando que o oxigênio estrague a bebida.

Com esses cuidados, você não só terá apenas uma incrível adega em apartamento, mas rótulos bem conservados para degustar sempre que tiver vontade.

Gostou das ideias deste conteúdo? Compartilhe-o nas redes sociais para que seus amigos e familiares também tirem proveito das dicas!

Posts relacionados

Deixe um comentário